Personagem

Super-Homem (Superman no original em inglês) é um personagem da DC Comics, considerado como um ícone da cultura Americana (leia-se estado-unidense). Criado em 1932, pelo escritor americano Jerry Siegel e pelo artista canadense Joe Shuster, enquanto ambos viviam em Cleveland, Ohio. Posteriormente o personagem foi vendido para a Detective Comics, Inc. (que tempos depois viria a se tornar a DC Comics) em 1938. O Personagem primeiramente apareceu na revista Action Comics # 1 (junho de 1938), iniciando assim uma trajetória de aparições em seriados de rádio, programas de televisão, filmes, tirinhas de jornal e jogos de vídeo-game. Com o sucesso de suas aventuras, o Super-Homem ajudou a criar um gênero de super-herói e estabelecer sua primazia dentro dos quadrinhos americanos. A aparência do personagem é icônica: uma vestimenta azul, vermelha e amarela, completada por uma capa, e um escudo estilizado com um “S” em seu peito. Esse escudo tornou-se um símbolo e é largamente utilizado pela mídia como uma maneira de representar o personagem.

 A história original do Super-Homem nos conta que o mesmo nasceu com o nome de Kal-El no planeta Krypton, sendo enviado em uma espaçonave a Terra, ainda bebê, por seu pai – e cientistaJor-El, momentos antes da destruição do planeta Krypton. Encontrado e adotado por um casal de fazendeiros no Kansas, a criança cresceu como Clark Kent, imbuído de grandes valores morais. Muito cedo começou a demonstrar habilidades sobre-humanas, que ao chegar a sua maturidade, decidiu utilizar em benefício da humanidade.

 O Super-Homem tem fascinado estudiosos, como teóricos culturais, comentaristas e críticos sempre dispostos a explorar o impacto e papel do personagem nos Estados Unidos e no resto do mundo. Umberto Eco discutiu as qualidades míticas do personagem na década de 1960, bem como Larry Niven que ponderou sobre as implicações do relacionamento sexual que o personagem poderia vir a ter com Lois Lane. A propriedade/autoria do personagem vem usualmente sendo objeto de disputas, com Siegel e Shuster tendo aberto processos por duas vezes, solicitando legalmente o retorno da posse do personagem.

Detalhes da Peça

Embalagem: Aproveitando de todo apelo contido no escudo com “S” que representa o personagem, a chinesa Hot Toys criou uma embalagem no mesmo formato, fazendo que a mesma se torne um atrativo a mais na figura, podendo ser utilizada apoiada em uma base que simula os cristais da Fortaleza da Solidão (Fortress of Solitude no original em inglês).

Abrindo a tampa com o escudo, encontramos uma proteção em papelão cartonado vermelho, contendo todos os nomes dos envolvidos no processo de criação da figura (informação essa que deveria ser de fácil acesso em todas as peças da Hot Toys). Removendo essa proteção, encontramos um blister em duas camadas, no melhor estilo “sanduíche” onde estão acomodadas a figura e os pares de mãos que a acompanham. Na parte inferior desse blister, estão acomodadas as bases. Digo bases no plural, pois além da tradicional base suporte com o logo do personagem, há também uma segunda opção com os cristais da Fortaleza da Solidão. Prático e funcional.

Escultura: SupermanMovie Masterpiece Series (MMS 152) foi especialmente criado com base na imagem de Christopher Reeve como o Superman em seu traje do herói no clássico filme de 1978 (Superman – 1978), sendo assim uma homenagem póstuma ao ator que eternizou o personagem nas telas dos cinemas ao redor do mundo. A escultura da cabeça (headsculpt) é muito fiel, representando com sucesso ao ator (Christopher Reeve), novamente contamos com a riqueza nos detalhes da boca, nariz, olhos e cabelo (inclusive o famoso topete “pega rapaz”).

Pintura: A pintura segue o atual padrão encontrado nas figuras da Hot Toys, representando com extrema qualidade a coloração e imperfeições da pele (sardas, pintas e marcas de expressão). Destaque para a perfeição atingida na representação da coloração e brilho dos olhos. As demais partes da figura não contêm pintura diferenciada, pois estão encobertas pelo uniforme, sendo assim, a última parte que merece menção quanto à pintura, é a base que representa a Fortaleza da Solidão, que, nada mais faz além de cumprir o seu papel, que é o de imitar os cristais com aparência similar a gelo, feito esse que é facilmente obtido com a utilização de efeitos de transparência propiciados pelo material com o qual foi confeccionada.

Articulações: As articulações são funcionais, porém acabam por tornar-se limitadas devido ao uniforme (uma pena, pois como de praxe nos true type bodies, a gama de pontos de articulação é alta, geralmente girando em torno de 30). As articulações dos pés também ficam limitadas devido ao material utilizado para confeccionar as botas. Não se pode ter tudo aquilo que se quer. Podemos dizer que, mesmo com essas limitações, as articulações atendem as necessidades das poses as quais se pode deixar o personagem (voando, com as mãos na cintura, etc.).

Acessórios: Básica. Essa é a melhor palavra para descrever a quantidade de acessórios os quais acompanham essa figura. São três pares de mãos: dois punhos fechados, dois palmas abertaspara o alto e avante… – e duas mãos abertas e relaxadas. Soma-se as mãos a base que simula a Fortaleza da Solidão, que tinha absolutamente tudo para ser o ponto forte da figura e, em minha opinião, tornou-se o grande vilão, o calcanhar de Aquiles da figura, e vos digo a razão pela qual penso/digo isso. Lembrando que a versão exclusiva da Sideshow Collectibles acompanha um acessório extra, um colar com uma pedra de Kryptonita.

A idéia é muito boa, porém, pifiamente executada (como se diz por aí “de boas intenções o inferno está cheio”). Os cristais que devem ser encaixados na base simplesmente possuem folgas que não os fixam direito, fazendo com que eles sigam caindo depois de poucos instantes de encaixados, ou seja, você está posicionando o Superman e, voilá, cristal cai, arruma o cristal, cai Superman, virá uma “arrumação” sem fim, maçante e frustrante (e essa e uma reclamação recorrente dos proprietários dessa figura). Justamente por não encaixarem como deveriam, eles acabam por deixar expostas partes que originalmente ficariam ocultas, dando as vistas falhas no resultado e apresentação final da peça, com nuances e colorações que destoam da proposta original.

Roupa/Vestimenta: Confesso que, ao fazer um review, a idéia é ser imparcial, denotando prós e contras, propiciando aos leitores o benefício de julgarem a figura por si só, mas… Dessa vez não vou conseguir deixar de expressar minha opinião com relação as minhas “ressalvas” quanto ao uniforme da figura. O primeiro ponto que devemos ter em mente é que, apesar de se tratar de uma figura articulada, não devemos tratar uma figura da Hot Toys como uma simples Action Figure, ou seja, nada de ficar “brincando” muito com a figura, ou como minha mãe dizia quando eu era pequeno e queria botar a mão em tudo “olhar com os olhos e lamber com a testa”.

Razões pelas quais digo isso: o uniforme é muito bonito, confeccionado com material fiel ao que vemos nos filmes, porém, muito delicado, as costuras se desfazem com enorme facilidade, e com essa mesma facilidade percebemos que os fios do uniforme podem se repuxados, estragando com extrema rapidez o mesmo.  Segundo ponto de atenção: a capa (que é presa a figura usando pequenos botões de pressão – e cujo nome correto me foge agora – mas que, cedo ou tarde, devido à manipulação, podem descosturar ou cair), no entanto, a beleza da capa e o “S” estão primorosos, porém, muito cuidado ao “voar” com sua figura por aí.

Ano de Lançamento e Fabricante: 2011, Hot Toys.

Dimensões: 30,48cm (H); 1,36 Kg.

Escala: 1/6.

Valor: Atualmente você encontra a figura por R$ 599,00 (clique aqui e solicite seu cupom de desconto exclusivo da parceria ToyReview.com.br e Toyshop Brasil).

Onde Comprar: a figura utilizada nesse review foi adquirida em nossa loja parceira, a Toyshop Brasil (não se esqueça de solicitar seu cupom de desconto aqui).

Considerações Finais:

Considero uma das figuras mais bem-feitas do filho de Krypton até o momento. Realmente os fãs do personagem não podem deixar passar em branco essa peça, no entanto, lembrem-se sempre que é uma figura com qualidade “museu”, ou seja, muito mais para olhar do que para brincar. Recomendada e “delicada”.

Galeria de Imagens

 

 

Leave a reply