Faltam poucas horas para a estreia da esperada animação de Castlevania no Netflix e, para aumentar sua ansiedade, vamos seguir postando coisas sobre a série! Este é o segundo lançamento da série de discos com a trilha sonora de Castlevania e, nada mais justo que seja Castlevania II: Simon’s Quest.

 

Castevania_2_FC_1024x1024

As releituras foram feitas pela famosa Konami Kukeiha Club, com arte da capa por Eric Powell. Prensada em vinil azul com manchas verdes e preço sugerido de USD 20,00. Esse jogo gerou bastante alvoroço na época de seu lançamento por se tratar de um proto-RPG – ou seja, uma jogo que adiciona alguns elementos dos famosos RPGs ao tradicional modelo de jogabilidade da série.

Rompendo com a estrutura do capítulo anterior (e dos subsequentes) da saga dos Belmont, Simon’s Quest tira o herói principal da série de dentro dos muros do castelo para travar uma luta por sua alma. Viajando por vilarejos e mansões, cruzando florestas e cemitérios, buscando pelos restos mortais de Drácula para livrar-se de uma maldição lançada sobre ele após ter derrotado o Príncipe das Trevas no capítulo anterior.

  CastlevaniaII2_BC_1024x1024

 

Musicalmente falando, Simon’s Quest é onde se originou uma das mais famosas canções da série “Bloody Tears“. Um marco da paisagem musical da série, essa é a música de fundo para os encontros que o personagem realiza a luz do dia ao rondar pelos territórios da Transilvânia. É uma das músicas mais pegajosas já escritas pela Konami na era das canções em Chiptune 8-Bits e, talvez, uma das melhores músicas de jogos já compostas.

CastlevaniaII_Gatefold_blog_1024x1024

Esse álbum apresenta ambas as versões da trilha sonora, no “Lado A” temos a versão do Nes e, no “Lado B” temos a versão composta para o Famicom.

 

Leave a reply