Personagem

Link é um garoto comum, de pouco mais de 17 anos de idade. Ele mora em uma ilha no céu chamada Skyloft e frequenta a academia de cavaleiros que treina os jovens locais para a vida adulta e o controle de pássaros gigantes chamados Loftwings. O rapaz cresceu ouvindo os contos da Deusa Hylia, que recortou da terra a ilha em que moram para salvar seus protegidos de um terrível embate contra demônios que povoaram a superfície em busca de um poder sagrado chamado Triforce. Quando a amiga de infância – e possível interesse romântico – de Link, Zelda, é subitamente levada por um tornado diretamente para a superfície, o herói se mune do uniforme verde dos cavaleiros de Skyloft e também descobre, dentro da estátua da Deusa Hylia na ilha, a própria espada da Deusa e uma entidade que nela habita, chamada Fi, que guiará Link não somente no resgate da amiga, mas também na erradicação de um mau ancestral que despertou em terra firme.

Link rapidamente percorre os quatro cantos do mundo – conhecendo áreas não mapeadas para os cidadãos de Skyloft, como florestas, vulcões e desertos – viajando entre presente, passado e futuro e pouco a pouco despertando a espada da Deusa para seu verdadeiro potencial, enquanto luta contra o Lorde Demônio Ghirahim que pretende ressuscitar o rei demônio responsável por fazer Hylia separar Skyloft da superfície.

Link é um personagem criado por Shigeru Miyamoto e um dos elementos centrais de uma das franquias mais famosas de videogame do mundo, The Legend of Zelda. A trama de Skyward Sword, acima citada, corresponde ao último jogo lançado da série – em 2011, para Wii – mas que revela aos jogadores de longa data uma série de explicações – como a origem do mal que se repete em diferentes faces, a origem da Master Sword e, por fim, o porquê da série levar este nome, sendo que sempre jogamos com o rapaz de túnica verde.

Fonte:  Wikipedia, Hyrule Historia.

Detalhes da Peça

Embalagem: Como é padrão da série Figma, Link é apresentado em uma caixa de papelão laminado de impressão mais brilhante. As imagens que compõem suas laterais, topo e traseira são fotos em alta resolução da própria figura, projetadas, na maior parte do tempo, em uma identidade azul e verde – remetendo aos temas de céu e terra que constróem a dinâmica do jogo a que pertence, originalmente. A traseira da caixa, principalmente, segue uma tradição de mercado japonesa, com um mural de fotos do personagem em várias poses e descrições em japonês. Embora o personagem seja de uma das franquias mais importantes da gigante Nintendo, o logo de The Legend of Zelda aparece de maneira sucinta na frente e na parte de trás da embalagem, além de em um fundo para a figura, que mal conseguimos notar em uma primeira análise.

link01

link02

link03

Os principais itens que compõem o Link da Figma Series – a figura, o Hylian Shield, a Master Sword e outros cabelo e expressão facial – são facilmente visíveis pela frente da embalagem, que revela que todas as peças vem imobilizadas em cartelas de plástico, com alguns itens separados, inicialmente, por plástico. A sobreposição de camadas imobilizadoras, entretanto, tira um pouco do impacto da figura. Parte dos acessórios adicionais, como as mãos e a plataforma do personagem, vêm acondicionados em uma espécie de mini-saco zip-lock, para evitar perdas. Outros, vêm em uma camada adicional de plástico – como é o caso da bainha da Master Sword e do rastro de corte de espada.

link06

Escultura: A Max Factory conseguiu tangibilizar claramente o personagem versão Skyward Sword com sua escultura. Seu character design mais simplificado e cartunesco serviu muito bem para conseguirmos um efeito adequado, e a empresa teve sucesso em todos os detalhes – de divisões da costura na túnica verde, na calça bege e nas botas, os brincos e os cintos de Link, assim como a delicadeza e a proporção do seu rosto. Embora a face da figura tenha sido alvo de críticas na época do seu anúncio – muito por uma suposta aparência andrógina na expressão neutra – toda a representação está perfeitamente de acordo com o proposto pela Nintendo no título de 2011.

link08

link11

link14

link26

link34

Os acessórios do personagem também tiveram atenção redobrada na escultura. A Master Sword teve um trabalho refinado tanto em seu cabo quanto em sua lâmina, que consegue passar perfeitamente a ideia de ser um item afiado e ainda ter o desenho claro da Triforce. A bainha da espada também se apresenta com um nível de cuidado considerável, nos revelando muito mais detalhes do que vimos no próprio jogo. Por fim, o Hylian Shield está proporcional e seus detalhes de uso – como Link o empunha e o estabiliza, por exemplo – foram traduzidos de maneira primorosa nesta execução.

link17

link18

link21

Pintura: A pintura desta figura de Link pega a execução da escultura, em linha com o proposto pela produtora de games, e a traz para o nosso mundo. Além dela ter tons mais opacos e fortes ao mesmo tempo – a julgar pelo verde da túnica e o azul dos olhos do Link – eles conseguem traduzir muito a diferença de material por uma escolha de tinta diferenciada. Não há como julgarmos, por exemplo, que a cota de malha por baixo da túnica de Link, assim como sua fivela de cinto a lâmina da Master Sword são feitas do mesmo material.

Mesmo em espaços pequenos, como a boca do personagem ou o cabo da Master Sword, encontramos esmero. É difícil encontrar, nesta figura, espaços em que o recorte de forma não é concretizado na pintura – sendo, novamente, um exemplo de execução.

link19

Articulações: O mote da Figma é Yoku ugoku, kirei (よくうごく、キレイ)  cuja tradução para o português é algo como “Se mexe bem e é bonito”. Assim sendo, a figura foi pensada com diversas articulações e pontos de movimento, a saber:

  • Articulação no gorro.
  • Articulação lateral e frontal do pescoço, para que a cabeça se mexa para os lados e ligeiramente para cima e para baixo.
  • Articulação dos ombros, cotovelos e punhos. A articulação dos punhos permite movimentos laterais, mas também abri-lo e fechá-lo mais.
  • Articulação no meio do tronco, para movimentos laterais.
  • Articulação dos quadris, joelhos, tornozelos e ponta dos pés.

link23

link58

Apesar deste grande número de articulações, a figura é bastante estável e capaz de ficar em pé sozinha sem problemas e esforço. A base só se torna necessária quando decidimos colocá-lo em poses mais dinâmicas, como se estivesse correndo ou atacando com a espada.

link54

link46

link53

Acessórios: A figura não é necessariamente rica em acessórias, mas apresenta o suficiente de itens para garantir margem para poses. O Link da Figma vem com:

  • Uma (01) expressão facial adicional.
  • Um  (01) cabelo em movimento.
  • Quatro (04) pares adicionais de mãos. A figura vem com mãos com punhos cerrados, e os pares adicionais consistem em: mãos para empunhar espada e escudo, mãos para projetar arma e escudo, mãos abertas para vôo livre e mãos com dedos estendidos.
  • Uma (01) Master Sword com ponta de cabo removível e sua bainha.
  • Um (01) rastro de corte de espada.
  • Um (01) Hylian Shield com suas empunhaduras removíveis.
  • Uma (01) base transparente Figma, com uma haste que se conecta com as costas do personagem.

link07

Os acessórios nos levam a uma série de observações. A primeira é a delicadeza das hastes plásticas que são utilizadas para as mãos. Se por um lado elas conferem grande facilidade de manuseio, por outro, não nos garantem estabilidade o suficiente – o que torna, inclusive, a pose característica do Skyward Strike difícil de se atingir.

A outra é que tanto a Master Sword quanto o Hylian Shield podem, ao longo do tempo, perder estabilidade. Ambos são pensados para serem colocados nas mãos do personagem sem esforço – por isso, a ponta do cabo da Master Sword é retirável para que se coloque perfeitamente na mão de Link. O escudo tem um recurso similar, tendo ambas suas alças removíveis. Muito manuseio pode conduzir a desgaste do material e fazer com que estas peças fiquem um pouco frouxas – possibilitando até eventuais perdas.

link65

link67

Roupa/Vestimenta: A roupa da figura é sua própria escultura, o que nos faz julgar que ela não tem nenhuma vestimenta. Uma das grandes questões por trás de uma boa action figure, entretanto, é como em uma execução projetada para ser dinâmica pode trazer a ilusão de uma vestimenta ou de acessórios. O ponto que vale destacar é que a parte inferior da túnica verde, abaixo do cinto do personagem e por cima da cota de malha prateada, é de um material plástico diferente do resto da figura, mais maleável mas sem diferenças visuais no que tange brilho e nem mesmo na sua textura, de forma geral. Isso faz com que, ao mexermos as articulações de quadril do personagem, tenhamos mais flexibilidade sem estragarmos o visual geral.

link57

Ano de Lançamento e Fabricante: 2012, Figma SeriesMax Factory.

Quantidade de peças produzidas: Não informado pelo fabricante.

Escala: A linha Figma não trabalha com uma escala de mercado, mas este Link, como a maioria dos seus produtos, conta com cerca de 14cm de altura. A escala é definida porque os produtores acreditam que ela é boa para um manuseio fácil das articulações e controle das possíveis poses da figura.

Valor:  O preço original da figura era estimado na casa de U$37,00, mas hoje já se vende de U$55,00 a U$100,00.

Onde Comprar: Devido à demanda grande pela peça e pela ausência de distribuidores específicos Max Factory, o lugar mais fácil de encontrá-la atualmente é o eBay.

Considerações Finais

Se você é fã da franquia The Legend of Zelda, o Link da Figma é a figura pela qual você esperou todos estes anos. Mesmo que ele seja baseado no design de Skyward Sword – um pouco controverso por abrir mão de um realismo adquirido no título anterior, Twilight Princess – este Link traduz perfeitamente a essência do personagem.

Galeria de Imagens

 

Leave a reply